fbpx

50 maneiras simples de tornar seu bebê ainda mais inteligente

Como ter um bebê inteligente? Aprenda 50 maneiras simples de deixar seu bebê ainda mais inteligente! Brincadeiras e atitudes são ótimas receitas para ajudar o pleno desenvolvimento infantil e as múltiplas inteligências do seu bebê!

No final do texto, preparamos uma surpresa para você!! Leia tudo ou role a página!

Especialistas em desenvolvimento infantil acreditam que os primeiros anos de vida de uma criança são um momento privilegiado para o aprendizado, mas às vezes pode ser difícil pensar em novas maneiras de estimular seu bebê. Deixe essas atividades divertidas e científicas inspirarem você!

“Estimule a visão do bebê”

  1. Faça contato visual. Aproveite os breves momentos em que os olhos do seu recém-nascido estão abertos e olhe diretamente para eles. Os bebês reconhecem os rostos logo no início – e o seu é o mais importante! Cada vez que ele olha para você, ele está construindo sua memória.
  2. Estique a sua língua. Estudos mostram que recém-nascidos a partir dos 2 dias de idade podem imitar movimentos faciais simples – é um sinal de resolução de problemas muito cedo.
  3. Deixe-o refletir. Faça seu bebê olhar para si mesmo no espelho. No começo, ele pode pensar que está apenas de olho em outro garoto fofo, mas ele vai adorar fazer o “outro” bebê agitar seus braços e sorrir.
  4. Faça a diferença. Segure duas fotos a cerca de 8 a 12 polegadas de distância do rosto do seu bebê. Eles devem ser semelhantes, mas têm uma pequena diferença (talvez uma árvore esteja em uma, mas não na outra). Até mesmo uma criança pequena vai olhar para frente e para trás e descobrir as características distintivas, o que prepara o terreno para o reconhecimento e a leitura das letras mais tarde.

“Converse com o bebê, faça-o rir”

  1. Interrompa as falas! Tudo o que você pode conseguir fazendo isto é um olhar vazio, mas vai deixar pausas ou espaços curtas nestas frases, onde seu bebê falaria neste intervalo. Logo ele vai pegar o ritmo da conversa e começar a preencher os espaços em branco.
  2. Gugu Dadá. Seu bebê realmente sintoniza com sua conversa boba e alta. Balbucie e fale com o bebê. Estabeleça conexão!
  3. Cante uma música. Aprenda o máximo de músicas que puder, ou crie seus próprios versos (“É assim que trocamos a fralda, trocamos a fralda, trocamos a fralda …”). Toque Bach, Beatles ou Britney Spears. Algumas pesquisas sugerem que aprender os ritmos da música está ligado ao aprendizado da matemática.
  4. Dê-lhe uma pista antes de realizar algum ato. Quando você anunciar por exemplo, “Eu vou acender a luz agora,” antes de apertar o botão, você está ensinando causa e efeito.
  5. Agrade seus dedinhos. De fato, faça cócegas nele todo. O riso é o primeiro passo para desenvolver um senso de humor. E jogar jogos como “Este pequeno porquinho” (terminar fazendo cócegas nela embaixo do queixo) ou “Eu vou te pegar” ensina seu filho a antecipar eventos.
  6. Seja engraçado(a). Estique as bochechas e faça com que a criança toque o nariz. Quando ela encostar o dedo, poof! Deixe o bebê puxar sua orelha e depois esticar a língua. Faça um barulho engraçado quando ela bate na sua cabeça. Mantenha a mesma rotina três ou quatro vezes, depois mude as regras para mantê-lo adivinhando e tentando antecipar os atos.
  7. Brinque ao redor. Aponte para uma foto do tio João e chame-o de “mamãe”. Então diga ao seu filho que você estava sendo boba (o) e ria da sua “piada” para construir seu senso de humor.Estimula desta forma também o raciocínio da criança.
  8. Amamentar, se possível. E faça isso o máximo que puder. É um fato que as crianças em idade escolar, que foram amamentadas quando crianças ,têm QI’s mais elevados. Além disso, a amamentação é um ótimo momento para se relacionar com seu bebê cantando, conversando ou simplesmente acariciando aquele delicioso cabelo de bebê.
  9. Aproveite ao máximo o tempo das fraldas. Use os momentos no fraldário ou trocador de fraldas, para ensinar partes do corpo ou peças de roupa. Narre todo processo para ajudar seu bebê a aprender a antecipar as rotinas.
  10. Desligue A televisão. O cérebro do seu bebê precisa de interação cara a cara, o que nenhum programa de TV, por mais educativo que seja, possa oferecer.
  11. Não se esqueça de descansar. Passe alguns minutos por dia simplesmente sentado no chão com seu bebê – sem música, luzes brilhantes ou truques divertidos. Deixe-o explorar e veja onde ele leva você.

“Estimulo ao corpo”

  1. Seja um parque de diversões. Deite-se no chão e deixe seu bebê subir e rastejar sobre você. É mais barato que um pula-pula e muito mais divertido! Você ajudará a impulsionar suas habilidades de coordenação e resolução de problemas.
  2. Construa uma pista de obstáculos. Aumente as habilidades motoras colocando almofadas do sofá, travesseiros, caixas ou brinquedos no chão e mostrando ao bebê como rastejar por cima, por baixo e ao redor dos itens.
  3. Agite-se, bebê! Ensine-o a torcer e gritar, mexer o corpo de várias formas com movimentos variados, como por exemplo girar como uma bailarina.
  4. Jogue “siga o líder”. Rasteje pela casa, variando sua velocidade. Pare em lugares interessantes para brincar.Faça o bebê lhe seguir e com isso ele aprende vendo você fazer e também fazendo.
  5. Mantenha sua liderança. À medida que seu filho(a) ficar mais velho, ele aumentará sua criatividade para ver se você realmente fará tudo o que faz, como fazer barulhos bobos, rastejar para trás ou rir.

Explorar novos espaços e locais

  1. Compartilhe a exibição. Leve seu bebê em caminhadas em uma transportadora de bebês anterior, canguru, funda ou mochila, ou seja, o bebê fica olhando para frente, como você. Narre o que você vê – “Isso é um cachorrinho” ou “Olhe para aquelas grandes árvores!” ou “Você ouviu aquele motor de bombeiros?” – Dar ao seu bebê oportunidades infinitas de construção de vocabulário, pensamento associativo e reflexo auditivo e visual.
  2. Vá às compras. Quando você precisar de uma pausa da sua música e dança, visite o supermercado. Os rostos, sons e cores proporcionam entretenimento perfeito para o bebê.
  3. Mude o cenário. Mude seu cadeirão para o outro lado da mesa. Você vai desafiar sua memória de onde as coisas são colocadas nas refeições.Alimente seu bebê no mesmo horário, afinal bebês precisam de rotina, porém mudar sempre seu local de alimentação é uma prática salutar.
  4. Surpreenda-a. De vez em quando, delicie seu bebê soprando suavemente em seu rosto, braços ou barriga. Faça um padrão de sopro fora de suas respirações e observe-o reagir e antecipar.
  5. Pratique o monte de três cartas. Pegue alguns recipientes de comida de plástico vazios e esconda um dos brinquedos pequenos do seu bebê em um. Embaralhe os contêineres e deixe-o encontrar o prêmio.
  6. Jogue peekaboo.Pekk-a-Boo! Também chamado de Cuti No Brasil, é um jogo de tapar olhos muito divertido. Suas palhaçadas de esconde-esconde fazem mais do que provocar risos. Seu bebê aprende que objetos podem desaparecer e depois voltar.
  7. Pegue o que caiu. Mesmo que pareça que seu bebê derrubou brinquedos de seu cadeirão apenas para deixá-lo louco(a), vá buscar. Ele está aprendendo e testando as leis da gravidade. Dê a ele(a) vários pedaços de papel amassado ou algumas bolas de tênis, coloque um balde aberto embaixo do assento e deixe-a mirar!

Ensine texturas

  1. Pegue um tecido ou dois. Se o seu bebê adora puxar tecidos para fora da caixa, deixe-o! Você pode apresenta-lo a muitos livros infantis com texturas e superfícies para o bebê tocar. Por poucos reais, você tem brinquedos sensoriais e ideias para ajudar no desenvolvimento infantil do bebê, que ele pode amassar ou suavizar. Esconda pequenos brinquedos embaixo deles e empolgue-se quando você os “encontrar” novamente.
  2. Seja sensato. Guarde uma caixa com diferentes texturas: seda, veludo, lã e linho. Esfregue suavemente os panos na bochecha, nos pés e na barriga do bebê, descrevendo o modo como cada um se sente.
  3. Sinta o seu caminho. Caminhe pela casa com seu bebê em seus braços e toque sua mão na janela fria, em alguma roupa macia, em uma folha de planta macia e em outros objetos seguros, rotulando itens à medida que você for.
  4. Deixe seu filho brincar com as próprias comidinhas. Quando ela estiver pronta, sirva alimentos que variam de textura – incluindo ervilhas cozidas, cereais, massas ou pedaços de melão. Ela vai praticar seu aperto de pinça e explorar seus sentidos.

Ensine Linguagem e Contagem

  1. Tome uma sugestão de Vila Sésamo. Dedique cada semana a uma letra do alfabeto. Por exemplo, leia livros que comecem com A, comam alimentos, corte os lanches nessa forma e escreva a letra na calçada com giz.Coloque-o desde cedo em contato não apenas com a palavra, mas procure aprender o alfabeto fônico.Esta talvez seja a melhor maneira para alfabetização desde cedo.
  2. Conte tudo. Conte quantos blocos seu bebê pode empilhar.Conte o número de cômodos em sua casa, ou seus dedos da mão e dedos dos pés. Crie o hábito de contar em voz alta e logo ele participará.Explore as contagens!
  3. Leia livros. De novo e de novo! Os cientistas descobriram que bebês de até 8 meses podem aprender a reconhecer a sequência de palavras em uma história quando são lidas 2 ou 3 vezes seguidas – acredita-se que isso as ajude a aprender a língua.Até os três anos a criança adora repetição e precisa dela para se desenvolver, para buscar sua satisfação quando consegue realizar algum ato.
  4. Conte contos altos. Escolha sua história favorita – substitua a personagem principal pelo seu nome para torná-la divertida.
  5. Vá para a biblioteca, ou então em algum clube de leitura infantil ou loja de brinquedos, jogos e livros que tenha atividades para as crianças. Aproveite a hora das histórias, shows de fantoches e filas e filas de livros.

Faça Memórias

  1. Faça um álbum de família. Inclua fotografias de parentes próximos e distantes, e mostre-as com frequência para criar as memórias do seu filho(a). Quando a vovó ligar, mostre-lhe a foto enquanto escuta ao telefone.
  2. Crie um livro sobre zoológico. Na sua próxima visita, tire fotos de animais favoritos para incluir em um álbum. Mais tarde, “leiam” juntos, nomeando todas as criaturas familiares ou adicionando sons e histórias de animais.
  3. Coloque a criança no centro das atenções. Juntos, assistam a vídeos caseiros antigos de seu bebê aproveitando seu primeiro banho, aprendendo a rolar, brincando com o vovô. . . Narrar a história para construir linguagem e memória.
  4. Faça um jogo de memória com fotos. Tire fotos de perto de todas as pessoas importantes na vida de seu filho, obtenha impressões duplas – e você terá um conjunto de cartas correspondentes. Deite-os virados para cima no chão e ajude-a a encontrar os dois que são iguais. Conforme a criança fica mais velha, você pode alterar o jogo de memória começando com as fotos voltadas para baixo.

Dicas para crianças

  1. Tire mais proveito do momento de contar historias. Indique pequenos detalhes nas fotos e faça perguntas ao seu bebê, variando do abstrato (“Por que você acha que ele não quer provar ovos verdes e presunto?”) Ao concreto (“Você já viu um cachorro branco ? “).
  2. Jogue na chuva. Salte nas poças. Sente-se na grama molhada juntos. É uma maneira divertida, embora confusa, de aprender sobre o molhado e o seco.
  3. Que ele seja o chefe (às vezes). Construa a confiança, dando a seu filho uma escolha entre dois itens, sempre que possível: tigelas de cores diferentes na hora das refeições, por exemplo. Ele aprenderá imediatamente que suas decisões contam – e pratique nomear as cores.
  4. Vestir-se. Deixe sua criança brincar com algumas das camisas velhas do papai. Dê à criança velhos chapéus de inverno, cachecóis ou luvas órfãs. Coloque-se em situações de fingimento e veja onde sua criatividade e imaginação o levam.Um teatrinho mesmo!
  5. Jogue de novo! Desenterrar a caixa de chocalhos velhos de seu bebê e brinquedos com espelho. Você ficará surpreso com as novas maneiras que ele encontra para jogar com eles.
  6. Fale sentimentos com a criança. Aconchegue-se na hora de dormir e pergunte ao seu filho(a) o que o(a) deixou feliz ou triste naquele dia. O que o deixou irritado – ou orgulhoso? Você vai ajudá-lo(a) a lembrar o dia, entender o tempo passado e entender suas emoções. Esta é uma atividade para toda a vida, até o dia que a criança vá, enfim, para a faculdade.
  7. Caçar insetos. Olhe para fotos de insetos inofensivos (joaninhas, grilos, borboletas) em um livro ou revista, depois vá ao parque para encontrar alguns. Existem até brinquedos e artigos dedicados à caça e observação de insetos.
  8. Use óculos cor-de-rosa. (Ou amarelo ou azul.) Escolha uma cor, e pergunte ao seu filho se ele pode identificá-lo quando você for caminhar ou andar de carro juntos. Então deixe-o escolher uma cor para você usar. Coisas simples como escolha de acessórios de cores e tipos diferentes aproximam pais e filhos a se identificarem.
  9. Coloque seu filho para trabalhar. Na verdade essa frase assusta, pois muitos ja pensam em uma criança trabalhando de forma braçal em uma carvoeira ou em um garimpo. Mas nada disso, qualquer atividade infantil deve ser chamado de trabalho, principalmente as prazerosas. Uma brincadeira manual com peças é um trabalho, por exemplo.Pequenas e simples atividades, como ajudar a separar a roupa em tons escuros e brancos devem ser estimulados. Seu filho(a) pode até ser capaz de escolher quais roupas pertencem a ele(a), inclusive guarda-las em local correto.
  10. Trabalhe com volumes. Reúna alguns copos de tamanho diferente ou recipientes de plástico e deixe seu filho derramar água de um para outro em seu próximo banho. Às vezes ela vai derramar muito, outras vezes muito pouco. Fale sobre quais xícaras são maiores e quais são menores.Tente mostrar para a criança sobretudo como faz, e não a puna quando errar, mas sim estimule a fazer novamente.

Autor: Heather Moors Johnson

Fonte: Revista Parents Magazine

Copyright © Reimpresso com permissão da revista Parents.

Todo o conteúdo, incluindo opinião médica e qualquer outra informação relacionada à saúde, destina-se apenas a fins informativos e não deve ser considerado como um diagnóstico ou plano de tratamento específico para qualquer situação individual. O uso deste site e as informações contidas neste documento não criam uma relação médico-paciente. Sempre procure o conselho direto de seu próprio médico em relação a quaisquer perguntas ou problemas que você possa ter em relação à sua própria saúde ou à saúde dos outros.

Adaptação: Big Cérebro Brinquedos Educativos – https://www.bigcerebro.com.br e Blog da Big Cérebro

“A Big Cérebro adora que o conhecimento seja compartilhado, porém é obrigatório que a fonte, protegida por direitos autorais, seja citada” 🙂

Big Cérebro é “Inteligência em forma de Brinquedo”. Acesse!

Big Cérebro

Brinquedos educativos, jogos pedagógicos e livros infantis você encontra em nossa loja online! Aqui você encontra dicas, informações e artigos científicos sobre tudo que envolve o cérebro e a inteligência, para o auxílio de todas pessoas! Acesse: www.bigcerebro.com.br :)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *